Tampinha Legal completa um ano de atividades e ganha força no País

Com o objetivo de ampliar recursos financeiros, mais de 40 entidades assistenciais coletam tampas plásticas em 150 cidades do Rio Grande do Sul. Iniciativa já cresce no Brasil

O Tampinha Legal, ação socioambiental de caráter educacional, lançada pelo CBP – Congresso Brasileiro do Plástico, completa em outubro um ano de atividades. Os resultados obtidos desde o seu lançamento demonstram a importância do programa por meio da coleta de tampas plásticas em 150 cidades do Rio Grande do Sul, somando mais de 500 pontos de coleta. Além disso, o Tampinha Legal já ganha força em outros estados como São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo. “Uma iniciativa que iniciou tímida há um ano, mas cresce rapidamente. De forma simples, um material nobre que poderia ser descartado incorretamente, se transforma em recursos financeiros. A natureza agradece e a indústria do plástico mostra o valor da economia circular”, ressalta o presidente do CBP, Alfredo Schmitt.

O Tampinha Legal é uma rede socioambiental que engaja entidades assistenciais e a indústria do plástico. Em um ano já arrecadou quase 20 toneladas de tampinhas de plástico que se traduziram em cerca de R$ 40 mil às entidades assistenciais participantes. “O Tampinha Legal presta consultoria e assessoria às entidades assistenciais, proporcionando-lhes a melhor valorização de mercado para este material. Estas recebem 100% dos recursos obtidos com a venda das tampinhas diretamente da conta do reciclador para as suas contas, sem serem oneradas com taxas de inscrição, manutenção e/ou mensalidades.”, destaca a coordenadora executiva do Tampinha Legal, Simara Souza, ressaltando que a iniciativa depende da parceria de empresas e instituições para promover campanhas e ações que enfatizem a importância do material plástico no dia a dia das pessoas e na atenção ao social.

Participação em eventos, palestras educativas e coleta de tampas plásticas em locais públicos são algumas atividades que vêm sendo promovidas pelo Tampinha Legal. Entre elas, destaca-se ainda o MOVA – Oficina Solidária Tampinha Legal, que ensina a confecção dos andadores infantis de praia com canos de PVC, oportunizando que crianças com deficiência se locomovam até o mar. “As ações do Tampinha Legal são simples e de baixo custo, vêm colaborando com o meio ambiente, com a economia circular, e melhorando a vida de muita gente por meio do plástico”, ressalta Schmitt.

O Tampinha Legal é uma realização do CBP, iniciativa dos três sindicatos do setor (Sinplast, Simplás e Simplavi), com apoio institucional do Instituto Plastivida e patrocínio da Braskem. Tem como empresas mantenedoras: Activas, America Tampas, FFS Films, Plasticor, Polo Filmes, Sol Nordeste, Xalingo e a mexicana Syrus. Dentre seus apoiadores estão a Fundação dos Bancos Sociais, Sesc, Senai, Gráfica Triângulo, Sohbanners, Transportadora Schneider e Rosso, Ambientuus, PR Jaeger Plásticos, EcoSystem, entre tantos outros apoiadores como Trensurb e Expointer. Saiba mais em www.facebook.com/tampinhalegal e mídias sociais como YouTube, Instagram, Pinterest e Flickr. Outras informações pelo e-mail tampinhalegal@congressodoplastico.com.br. O site www.tampinhalegal.com.br será lançado em breve!

print

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 + = 24

Pin It on Pinterest