Fábrica do Futuro lança Instituto Fábrica com apresentação de conto musical

Boy in the Woods é o nome do conto musical que foi apresentado dia 28 de novembro para o lançamento do Instituto Fábricabraço social da Fábrica do Futuro, em Porto Alegre. De autoria do musicista e CEO da Fábrica, Francisco Hauck, o conto dá início ao projeto Contos Musicais, mostrando que a arte é a melhor forma de retratar realidades distintas e sensibilizar para temas importantes. A composição narra a história de um menino que se perde em uma floresta, uma analogia para falar sobre o autismo. A história cresceu, virou animação, e agora, com a chegada do Instituto, irá virar realidade aumentada, workshops formativos, e espetáculos sensoriais. Se a Fábrica do Futuro nasceu como um espaço que potencializa a produção e compartilhamento de conhecimento e tecnologias que podem impactar positivamente o mundo, o Instituto Fábrica abraça esta causa somando o poder da arte e da educação à receita.

O Instituto Fábrica tem por missão promover a inclusão e o desenvolvimento econômico, social e cultural das comunidades do entorno usando o diferencial do ecossistema da FdoF: a tecnologia, a arte e a produção de conhecimento. “Esta missão não é fácil nem simples, pois promover a equidade é algo que mexe com conceitos e práticas antigas e enraizadas em todas as camadas sociais, requer mais que criação de oportunidades, requer uma reconstrução simbólica de pertencimento, de empoderamento, de representação e de legitimidade”, afirma Amaralina Xavier, Head de Responsabilidade Social e Sustentabilidade, que divide com Gabriela Salvarrey a liderança do projeto.  Para elas, é justamente nesta mudança de valores e práxis que arte e tecnologia são os recursos fundamentais do Instituto Fábrica, pois a ludicidade da arte pode sensibilizar, enternecer, mobilizar , questionar o que há e a tecnologia tem o poder de expandir, escalar e empoderar.

Sobre os Contos Musicais:

Os Contos Musicais é um projeto que narra, a partir da música, histórias sensíveis de temas importantes para a sociedade. São obras musicais que podem ser adaptadas para produtos audiovisuais, teatrais, tecnológicos, plásticos e de dança. Este projeto já conta com três histórias: Ants, Girl by The Tree and Boy in The Woods.Sua criação nasce da vontade de subverter o processo de criação artística habitual, no qual a música é o último elemento a ser inserido em uma produção audiovisual e experiencial. O áudio é usado para pintar cenários, descrever ações e personagens, criando um “livro” ilustrado com som. O intuito deste projeto é mostrar a potência e a diversidade possível da arte da composição musical, tanto para tecer narrativas e sensibilizar a partir de histórias quanto para explicitar sua beleza intrínseca. O projeto tem seu escopo estruturado em cinco frentes de atuação: Produções Artísticas; Sensibilização; Informação, Conteúdo e Formação.

Sobre a Fábrica do Futuro:

Inaugurada em março de 2019, a Fábrica do Futuro é um ecossistema que está colocando Porto Alegre no mapa da inovação mundial por meio da tecnologia, arte, cultura e educação. Um conceito de habitat para empreendedores, start ups, scale ups, estudantes, artistas e investidores. Sediada na antiga fábrica de enfeites Natalinos Wanda Hauck, fundada em 1942, a instalação se transformou e hoje é um complexo de 3000m², que conta com espaço de co-working de 100 posições; salas privativas para scale ups; auditório; salas de aula; food corner, espaço digital, zona criativa, kids space e espaço Zen, e muito mais que está sendo construído. Sedia ainda o Audio Porto, eleito melhor estúdio de Gravação e Mixagem do Brasil no Prêmio Profissionais da Música 2018.

print

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

− 2 = 8

Pin It on Pinterest