Junta Comercial começa a operar novo sistema de registro

Por Denise Rodrigues

 Milhares de usuários e clientes da Junta Comercial, Industrial e Serviços do Rio Grande do Sul – JucisRS – passam a contar a partir do ultimo dia 16 com uma nova ferramenta mais segura e moderna – o Sistema de Registro Mercantil – SRM –. Com a migração do antigo Siarco para o SRM, não será mais necessário o deslocamento até a sede da Junta para abrir, alterar, ou extinguir uma empresa, ou seja, o processo pode ser feito de forma 100% eletrônica. A migração para o SRM representa um marco para a história da JucisRS em seus 140 anos de fundação. No Brasil, a Junta Comercial do Estado de Minas Gerais – Jucemg – é pioneira na implantação do SRM, e a Junta Comercial do Estado do Ceará é a segunda a substituir o Siarco pela nova ferramenta.

O presidente da JucisRS, Paulo Roberto Kopschina, enfatiza a importância deste momento para todos os clientes e usuários do órgão de registro no Estado. Ele aponta que a principal vantagem da nova ferramenta é a automatização dos procedimentos e registro digital. “Estamos consolidando a Junta Digital, ou seja, sem papel, permitindo ao órgão mais agilidade, reduzindo assim a burocracia no processo de registro de empresas e trazendo mais segurança jurídica ao empresário”, assegura. “Esse avanço contribui para o fomento do empreendedorismo no RS”, afirma o gestor, lembrando que algumas juntas do País devem migrar para o novo sistema. A Junta Digital durante 24 horas por dia nos sete dias da semana são uma das principais facilidades que o SRM possibilita aos usuários e clientes, acrescenta Kopschina.  Conforme o secretário-geral da JucisRS, Cleverton Signor, a mudança de plataforma é um importante passo no que se refere à gestão de dados das empresas, possibilitando um maior controle de auditoria. O SRM abrange todas as etapas do processo de registro: protocolo, análise, aprovação, devolução, digitalização e arquivamento.Signor solicita a compreensão de todos os usuários e clientes e explica que a migração para o novo SRM pode ocasionar algum transtorno nesta primeira semana, mas que a operação foi executada com êxito e dentro do planejado. “Os ajustes são previsíveis e estamos com equipes trabalhando para que a nova ferramenta funcione na sua totalidade com todas as suas vantagens disponibilizadas”, finaliza o secretário-geral. A sede da JucisRS foi fechada para atendimento externo durante dois dias para que os técnicos de TI da Jucemg e da JucisRS pudessem colocar o SRM em operação.

Os servidores da sede e dos Escritórios Regionais da JucisRS foram capacitados para operarem na nova plataforma. Além dessa capacitação, técnicos da JucisRS e da Jucemg estão à disposição na sede do órgão de registro para monitorar e prestar orientações a todos os seus usuários e clientes. Dois servidores da Junta Comercial do Acre também estão recebendo treinamento e orientações para futura implantação do SRM naquele Estado.

print

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ 8 = 13

Pin It on Pinterest