O maior conjunto de cânions da América do Sul fica na Serra Gaúcha

Na foto: Canion Fortaleza

No interior gaúcho, uma pequena cidade tem chamado a atenção e atraído visitantes de várias partes do Brasil e do mundo. É Cambará  do Sul. Distante apenas 190 quilômetros da capital Porto Alegre, a pacata cidadezinha, de quase sete mil habitantes, serve de ponto de partida para a visitação do maior conjunto de cânions da América do Sul. Os números impressionam tanto quanto a beleza do lugar. São 60 cânions distribuídos por mais de 200 quilômetros de pura exuberância natural. No topo dos desfiladeiros nos sentimos pequenos. Os paredões estão a 1.400 metros de altitude e muitas vezes nos dão a sensação de estar tão perto do céu, que parece possível tocar nas nuvens.

ORIGEM

Estes gigantes surgiram há 130 milhões de anos quando um dos maiores acontecimentos geológicos da terra causou a separação dos continentes. O derramamento de lava vulcânica produziu uma espécie de rachadura dividindo América do Sul e África. E toda essa transformação pode ser vista, observada e sentida na região dos Aparados da Serra.

PARQUES NACIONAIS

A exuberância natural desta região é sinônimo de contemplação e também de preservação. Dois parques nacionais – Aparados da Serra e Serra Geral, administrados pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), são os guardiões de todo o tesouro natural formado por cânions e por milhares de espécies de fauna e flora.  O Cânion Itaimbezinho e o Cânion Fortaleza são os atrativos mais conhecidos e procurados na região. Em dez anos, o número de visitação nestes atrativos triplicou. Em 2007, Itaimbezinho e Fortaleza, juntos, receberam mais de 75 mil visitantes. No ano passado (2017), mais de 220 mil turistas estiveram nos dois parques nacionais.

O FRIO

Os cânions são visitados durante o ano inteiro. Mas, na temporada de frio o movimento de turistas aumenta. As temperaturas baixas acabam se tornando outra grande atração. Belas imagens são formadas a cada geada, que deixa tudo branquinho, como se fosse neve. Além disso, o frio inspira e remete ao aconchego das pousadas, à lareira acessa e aquele vinho especial. E se houver previsão de ocorrência de neve, mesmo que remota, os turistas lotam a cidade.

CAMBARÁ DO SUL

Com uma economia baseada na pecuária e no setor madeireiro, a pequena Cambará do Sul tem experimentado nos últimos anos um crescimento significativo na área do turismo. O despertar dos visitantes, por Cambará do Sul e pelos cânions, começou depois que canais de televisão descobriram que na região havia cenários perfeitos para as suas produções cinematográficas.  O “boom” aconteceu em 2003, com a exibição da minissérie “A Casa das Sete Mulheres”, pela TV Globo. Os cânions tornaram-se conhecidos no Brasil inteiro e Cambará do Sul finalmente passou a vivenciar o turismo. Em 2004, a cidade contabilizava 15 meios de hospedagem. Hoje, Cambará do Sul conta com 42 pousadas e hotéis. São mais de 1,5 mil leitos.

Para atender os visitantes, a cidade conta ainda com uma rede de serviços muito qualificada formada por restaurantes, bistrôs, pubs, condutores de ecoturismo e agências. Serviços, que estão fazendo com que uma nova economia se desenvolva tanto na cidade como em toda região. O destino Cambará do Sul oferece muitos atrativos aos adeptos do turismo de aventura e de contemplação. Abaixo, seguem algumas sugestões. Porém, a listas completas de atrações turísticas e serviços podem ser acessadas pela internet, no site do município www.cambaradosul.rs.gov.br.

ATRATIVOS

Cânion Itaimbezinho

Considerado o mais famoso, o Cânion Itaimbezinho está localizado no Parque Nacional de Aparados da Serra, distante 18 km do Centro de Cambará do Sul. Os seus paredões medem 5,8 km de extensão e 720 metros de profundidade. A visitação acontece de terça a domingo. Na parte de cima, podem ser realizadas duas trilhas: a do Vértice e a do Cotovelo. Há espaços para a realização de piqueniques e mirantes para a contemplação dos paredões e das cachoeiras.

Trilha do Rio do Boi

Já na parte de baixo, o turista tem a oportunidade de experimentar uma das grandes aventuras da região, a Trilha do Rio do Boi. Esta é a única atividade que requer agendamento e o acompanhamento obrigatório de um condutor credenciado. São 50 km de carro até a entrada da trilha, na cidade de Praia Grande (SC), e 14 km de trekking no interior do Cânion Itaimbezinho. Durante o percurso, que dura cerca de 7 horas, há muitos obstáculos, como pedras e travessias por dentro do rio. As dificuldades são superadas a cada parada para a contemplação dos imensos paredões ou para os banhos de cachoeiras e em piscinas naturais. Os aventureiros consideram esta trilha como inesquecível e com sabor de superação de limites.

Cânion Fortaleza

Se o Itaimbezinho é o mais famoso, o Cânion Fortaleza ostenta o título de mais exuberante. Fica localizado no Parque Nacional da Serra Geral, a 23 km do centro de Cambará do Sul. As dimensões impressionam tanto quanto a sua beleza: São 7,5 km de extensão, 2.000 metros de largura e uma altitude de 1.240 metros acima do nível do mar. Na parte de cima, muitos caminhos podem ser percorridos, como as trilhas Pedra do Segredo, Intermediária, Estacionamento e do Mirante.

Borda Sul do Cânion Fortaleza

A grandiosidade do Fortaleza reserva presentes incríveis aos aventureiros. Neste caminho, que recentemente começou a ser apresentado aos turistas, é possível contemplar o Cânion Fortaleza por outro ângulo tão belo quanto os dos caminhos tradicionais. A caminhada é leve e contemplativa. São 11 km de trekking pelas bordas do cânion, com duração média de 6 horas.

Circuito das Águas

Esta é uma das atividades mais democráticas da região porque é indicada para turistas de todas as idades. Devido à dificuldade de acesso, o Circuito das Águas só pode ser feito a bordo de um 4×4. O roteiro é feito no interior do município. São 100 km de estrada de terra e paradas para conhecer a Cachoeira dos Venâncios, o Passo do “S” e o Passo da Ilha. Se o clima estiver agradável lembre-se de levar roupa de banho e curtir uma hidromassagem natural. As agências de turismo oferecem diariamente este passeio. A aventura dura em média 5 horas e o turista pode escolher se deseja realizar o Circuito das Águas com emoção ou com muita emoção.

Passeios a Cavalo

Em Cambará do Sul, além de caminhadas e aventuras de 4×4, o turista pode contemplar as belas paisagens andando a cavalo. Uma atividade extremamente relaxante para quem busca uma interação completa com a natureza. Os passeios a cavalo são oferecidos por pousadas rurais e indicados para pessoas de todas as idades. Quem não possui prática de montaria não precisa se preocupar porque os animais são dóceis e próprios para este tipo de atividade.

INFORMAÇÕES E APOIO AO TURISTA:

Site: www.cambaradosul.rs.gov.br

E-mail: turismocambara@terra.com.br

Telefone: (54) 3251-1157

Casa do Turista

Endereço: Av. Getúlio Vargas, 1720, Centro, Cambará do Sul, RS

Atendimento: Diariamente, inclusive nos finais de semana, das 8h às 18h.

 

Secretaria de Turismo de Cambará do Sul

Endereço: Rua Adail Valim, 31, Centro, Cambará do Sul, RS

Atendimento: Diariamente, inclusive nos finais de semana, das 8h às 12h e das 13h30 às 17h30.

INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES:

Secretária de Turismo de Cambará do Sul

Beatris Isoppo Trindade

Telefones: (54) 3251-1157 / (54) 99908-9920

E-mail: turismocambara@terra.com.br

 

Associação dos Empreendedores Turísticos de Cambará do Sul – Aeturcs

Presidente: Paulo Macedo

Telefone: (54) 99988-2039

E-mail: aeturcs@aeturcs.com.br

 

Associação de Condutores Locais de Ecoturismo de Cambará do Sul – Acontur

Presidente: Marcelo Sartori

Telefone: (54) 99623-7231

E-mail: marcelo@paradorcasadamontanha.com.br

print

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

22 − = 14

Pin It on Pinterest