Orquestra Unisinos Anchieta apresenta hoje Concertos série Magis

O concerto acontece hoje no Anfiteatro Padre Werner, em São Leopoldo, às 20 horas, com entrada franca. É necessária a retirada antecipada de senhas.

Para os amantes da música de concerto, o repertório contempla o estilo, com obras do período barroco na interpretação da Sinfonia em Sol Maior para Cordas de Antonio Vivaldi e do Concerto para dois violinos em Ré menor de Johann Sebastian Bach e do período Romântico a Serenade de Antonin Leopold Dvorak.

 Os talentosos solistas convidados colecionam importantes conquistas em seus currículos. LEONARDO BOCK, porto-alegrense. De berço musical, começou seus estudos de musicalização aos dois anos e meio e aos 5 anos de idade escolheu tocar violino e, sem interrupções, dedica‐se ao instrumento até hoje. Bacharel em Música – Violino pela UFRGS, realizou intercâmbio na University of Georgia (EUA) e aprimoramento na Hochschule für Musik Münster (Alemanha). É violinista da Orquestra Unisinos Anchieta e da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre – OSPA. BRIGITTA CALLONI também porto-alegrense, Iniciou seus estudos de violino aos 5 anos de idade. Bacharel em música pela UFRGS, seguiu seus estudos na conceituada Universidade Mozarteum – Salzburg /AUS e na Michigan State Universtity/EUA. Atualmente integra a Orquestra Sinfônica de Porto Alegre – OSPA e leciona violino no Instituto Popular de Arte e Educação.

 O concerto tem o patrocínio das empresas: Stihl, Gedore, In Betta e conta com apoios de: Borex, Unique, HSS Informática e Impressos Portão.  Lei de Incentivo à Cultura – realização Governo Federal Ordem e Progresso.

O Anfiteatro Padre Werner localiza-se à Av. Unisinos, 950 – São Leopoldo – RS.

RETIRADA DE SENHAS:

• São Leopoldo: Sesc/SL

SERVIÇO:

O quê: Concerto Série Magis – Orquestra Unisinos Anchieta

Quando: 31.07 – terça-feira | 20 horas

Onde: Anfiteatro Padre Werner (Av. Unisinos, 950 – São Leopoldo – RS)

Informações gerais: (51) 3590 8228

ENTRADA FRANCA com retirada de senha

 Saiba mais:

Orquestra Unisinos Anchieta 

Fundada em 1996, pelo Maestro José Pedro Boéssio, a Orquestra Unisinos Anchieta realiza uma programação artística diversificada, atendendo a diferentes perfis de público, buscando a renovação de ideias, abordagens e leituras, além de promover associações inesperadas pela música de concerto, contemporânea e popular. A proposta, além da simples oferta de apresentação da orquestra, objetiva garantir o acesso não apenas à música de concerto, mas a outras linguagens vinculadas às raízes musicais brasileiras e ao repertório de importantes compositores populares. Vencedora do Prêmio Açorianos de Música em 2005, a orquestra entrega ao público o diferencial de espetáculos com inclusão de outras linguagens cênicas, tais como, teatro, dança e artes plásticas. Importantes concertistas e músicos de distintos estilos atuaram com a orquestra, entre eles: Altamiro Carrilho, Emmanuele Baldini, Fred Mills, Kleiton & Kledir, Pierre Dutot, Renato Borghetti, Yang Liu, entre outros. Nos últimos anos, a Orquestra Unisinos Anchieta tem apresentado diferentes séries de concerto, com destaque para as óperas Il Campanello di Notte e Rita (Donizetti) e Bastien Bastienne (Mozart). A direção artística e regência da orquestra estão sob a responsabilidade do maestro Evandro Matté.

  Maestro Evandro Matté

Regente, diretor artístico e maestro da Orquestra Unisinos Anchieta; diretor artístico e maestro da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre – RS (Ospa); diretor artístico e maestro da Orquestra de Câmara Theatro São Pedro – OCTSP e diretor artístico do Festival Internacional SESC de Música, que acontece em Pelotas. Realizou sua formação musical na Universidade Federal do RS, na University of Georgia (EUA) e no Conservatoire de Bordeaux (FRA). Trompetista da Ospa desde 1990, é também coordenador cultural da UNISINOS (Universidade do Vale do Rio dos Sinos).  Esteve à frente de orquestras do Uruguai, EUA, Argentina, França, China, República Checa e Alemanha. É coordenador do projeto social Vida com Arte, que atende 250 crianças, proporcionando inclusão social através da música. É pós-graduado em Gestão Empresarial.

 Leonardo Mateus Bock nasceu no dia 12 de outubro de 1994 em Porto Alegre ‐ RS. De berço musical, começou seus estudos de musicalização aos dois anos e meio com a profa Vera Catarina de Los Santos, e aos 5 anos de idade escolheu tocar violino e, sem interrupções, dedica‐se ao instrumento até hoje. Foi seu primeiro professor, Cármelo de Los Santos e, após um ano, passou a estudar na escola de música Tio Zequinha. Participou de diversos festivais e cursos nacionais e internacionais entre os quais se destacam: FEMUSC (2008, 2009), Festival Internacional SESC de Música (Pelotas‐RS) (2011‐2017), Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão (2017), III e V FIMP (Bagé‐RS), onde pôde fazer aulas e participar em Master Classes com renomados violinistas como: Yang Liu(CHI/EUA), Miriam Fried (ROM), Emmanuele Baldini (ITA/BRA), Charles Stegeman (EUA), Marcelo Guerchfeld (BRA), Cláudio Cruz (BRA), entre outros.

Formou‐se em 2015 no curso de Bacharelado em Música – Violino, na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, sob orientação do prof. Dr. Fredi Gerling. Realizou intercâmbio na University of Georgia (EUA), obtendo diploma de aperfeiçoamento artístico com o pedagogo Dr. Levon Ambartsumian (Armênia). Também se aprimorou na Alemanha, na Hochschule für Musik Münster, com o prof. Helge Slaato (Noruega). Atua como solista convidado e spalla de diversas orquestras acadêmicas pelo Brasil. É violinista da Orquestra Unisinos Anchieta desde 2014, e recentemente foi nomeado para integrar o naipe dos primeiros violinos da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (OSPA).

Brigitta Calloni é natural de Porto Alegre. Iniciou seus estudos de violino aos 5 anos de idade. Cursou o bacharelado na UFRGS, na classe de Marcello Guerchfeld e Fredi Gerling. Seguiu os estudos na Universidade Mozarteum em Salzburg sob a orientação de Lavard Skou-Larsen e posteriormente na Michigan State Universtity com o professor Dmitri Berlinsky. Foi membro das orquestras Salzburg Chamber Soloists, Flint Symphony Orchestra, West Michigan Symphony Orchestra, Orquestra Sinfônica Brasileira, entre outras, participando de concertos em mais de 20 países da Europa, Américas do Norte e do Sul. Atualmente integra a Orquestra Sinfônica de Porto Alegre e leciona violino no Instituto Popular de Arte e Educação. Ao longo dos anos, manteve intensa atividade camerística, tanto no Brasil como no exterior. Como solista, se apresentou recentemente com a OSPA.

 

print

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

82 − = 79

Pin It on Pinterest